Quase lá!

Viajar numa bicicleta é descobrir o seu próprio peso. Em pouco tempo descobre-se o que é essencial e o que não, assim que se começa a sentir a própria carga. Conforme se avança e os desafios se apresentam, o valor e a necessidade de tudo passam por nova análise. A maior e mais leve das … Continue a ler Quase lá!

Hablas Portunhol?

Essencialidades desta vida para se ter o máximo conforto: uma cama para dormir e companhia para comer. Não é à toa que as refeições hoje são uma atividade social. Não há muito mais que consiga quebrar barreiras e melhorar humores do que comer em boa companhia. Ontem, jantava num ambiente rústico, quase medieval, numa vila, … Continue a ler Hablas Portunhol?

There’s no croissant as the french croissant

Olá! Há muitos dias que não escrevia nada aqui. Confesso que o quotidiano de uma viagem de bicicleta, cujo percurso diário ronda os 200 km (tanto para cima, como para baixo) acaba por ser tão envolvente que acabamos por esquecer de nos lembrarmos de que isso que fazemos é, de alguma forma, loucura. Essa constatação … Continue a ler There’s no croissant as the french croissant

A beleza selvagem dos Pirineus

Não consegues ver, mas estou a apontar para a primeira vista dos Pirineus franceses. Estou aqui em Ax-Les-Thermes, cansado e satisfeito depois de um dia fantástico nas montanhas. Desde Col de La Dona, Saint Louis, Courons e fiinalmente Chioula, foi muita coisa a atravessar. Já sinto o desafio que me aguarda pelos próximos dias! Amanhã … Continue a ler A beleza selvagem dos Pirineus