Vai mais longe de bicicleta

No mundo moderno e acelerado onde hoje existimos, é importante sermos capazes de dizer muito e falar pouco. É verdade que antigamente os nossos pais usavam as enciclopédias para fazer os trabalhos de casa. Mas assim como o modelo de educação atual busca cada vez mais uma mudança na sua estrutura, não vale a pena arrastar-te a ti durante centenas de parágrafos para expor uma ideia. Vou ser eficaz e tu não vais perder tempo (ou pelo menos essa seria a intenção, não fosse eu quem sou).

Já se passaram dois dias desde que cheguei a Marrakech, meta final da minha primeira viagem de bicicleta no continente africano. Nestes dois dias, já tive a oportunidade de embalar a minha bicicleta para seguir no avião de volta a Portugal (graças à Decathlon Marrakech), de visitar, de me perder e de descobrir a Medina desta fantástica cidade que, embora represente o pólo máximo do turismo, é capaz de manter-se fiel aos detalhes que fazem desta uma cidade singular. Além das andanças de turista, já tive também a oportunidade de fazer novos amigos, dentre eles um casal de brasileiros que encontrou em Marrakech (e no país inteiro) a oportunidade para desenvolver um projeto fantástico. Não só tem a ver com viagens e aventura, mas envolve principalmente a bicicleta. Naturalmente, no futuro, vou contar com a expertise da Morocco Imperial para desenhar o percurso da minha próxima viagem!

Entre uma viagem e outra que faço, gosto de respirar trinta segundos e refletir sobre a mesma. Concluir uma aventura deste género serve sempre para evoluir a próxima. Cada experiência que vivo é algo que contribui para tudo o que está por vir. Nesse sentido, e também porque estou nesse momento movido pela experiência neste país, vou imortalizar em texto para mim e para quem quiser, os porquês que justificam a relevância da bicicleta para o quotidiano de todos.

A bicicleta é um desporto que antes de ser desporto é revolução. Segundo a própria Susan Anthony (Google it) a bicicleta fez mais pela emancipação da mulher do que qualquer outra coisa. E não somente da mulher, diga-se de passagem.

A bicicleta antes de ser desporto é o meio de transporte mais utilizado no mundo.

A bicicleta antes de ser desporto é engenho do homem pensante, resultado de uma mecânica complexa que dá trabalho a quem precisa.

A bicicleta antes de ser desporto é a perfeita simbiose entre homem e máquina. Melhora o primeiro, sem alterar a sua condição. Entre outras coisas mais, a bicicleta é também desporto e, consequentemente, saúde. Digo mais, aliás, como diz um velho que não conheço – mais vale investir numa boa bicicleta do que num bom médico.

A bicicleta representa o mais antigo desejo do homem enquanto vivo nesta terra, que é o desejo de viajar e descobrir o planeta onde ele vive. Antes de ser desporto, e ficar constrangida à uma série de regras específicas a uma micro-realidade, a bicicleta é um veículo de partilha de momentos e encontro de diferentes culturas. Antes de ser desporto, a bicicleta é o simbolo da liberdade, o grito de independência de toda criança que já não precisa andar no colo dos pais. Para além disso tudo, a bicicleta também é desporto, e por ser deporto, é essencial para uma vida plena.

20180904_104900.jpg

O fim de qualquer aventura é amargo para a partida (de onde estamos) e doce para a chegada (para onde vamos). Amargo porque não existe nada novo que seja suficiente, e doce porque, por mais voltas que dê, semanas, meses ou anos, é saudável dizer que estou a voltar pra casa. 

Um pensamento sobre “Vai mais longe de bicicleta

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s